Arquivo do mês: dezembro 2008

Meninos numa Jornada, Muitos meninos na África…

Meninos numa jornada!

Vida que é vivida, e não desperdiçada…
Vida que é sentida, vida que é compartilhada…
Vidas que se encontram numa ponte,
que se encaixam como perfeita melodia…
seja num abraço, numa palavra ou numa fotografia.

Preto no branco, cor no papel…
Aliança que se forma na terra e no céu.

Meninos numa Jornada,
Muitos meninos na África…
Famílias que esperavam por um fruto
Deus acolhe e envia a Maputo
aquele que estava separado…
pois o coração já estava consagrado
a ser profeta em Moçambique.

A beleza é saber ver…
Saber ver é sentir o que se vê.
É ver Deus em Laido e Elídio,
É ver o tesouro no amigo, é ver vida no Querido.
É se entregar a quem se ama,
é a simplicidade da alma da Joana.
É se sentir seguro junto a Julinha e o Orlando,
pois quem vive pelo próximo não deixa o coração vagando.

A verdadeira alegria está no desapego,
a riqueza não é ouro nem prata…
Se Deus permite a um filho dizer hoje livre sou,
a vida agradece ao menino sonhador: grata!

Dr. Paulo Moulin Jr

Anúncios

Fica comigo Senhor (Lc 24,29)

Fica conosco Senhor pois nossa vida é um nada sem a tua presença.
Fica conosco Senhor porque a solidão toma conta do nosso coração e não sabemos por onde andar.
Fica conosco Senhor e ensine a te encontrar no dia a dia, pois caminhamos vagando por este mundo e sem a tua presença nossa vida não tem sentido.
Fica comigo, porque já é tarde, e o dia declina.
Fica


Seu amor me constrange

Constrange-me

O amor em todas as suas maneiras de ser e de amar nos constrange. Essa palavra tão bonita nos leva a verdade do Evangelho da vida cristã; não só nos constrange, mas nos deixa inibidos, sem jeito e descentralizados. Nem todo mundo está preparado para ser amado. O ser humano está sempre preparado para agressão, e não preparado para amar. Todo o constrangimento traz uma correção para que estejamos no caminho da santidade. Quem pouco ama, pouco perdoa. Quem muito ama, muito perdoa. Somos chamados para o amor.


Me faz menino em teus braços!

Alegria de ser um menino“Quero, como criança, me lançar em Teus braços de pai e ali me sentir amado, e bem amado poder amar sem medidas”


Através da pobreza Tu me formas

A cada dia que passa tenho descoberto que a humildade que tenho hoje presa em minha alma está longe da que eu preciso alcançar. Através dos meus gestos tenho visto que ainda não atingi o que desejo e que ainda sou apenas uma gota em um imenso oceano.
O que mais quero é estar sempre disposto a aprender e deixar germinar no solo fértil da minha alma, a boa semente. A verdadeira humildade é firme, segura, sóbria, e jamais compartilha com a hipocrisia ou com a pieguice. Como é difícil pra mim viver tudo isso. Penso que pode até ser um pouco hipócrita pensar dessa forma. mas por mais que eu lute dentro de mim o sentimento de orgulho é muito maior, as vezes até duvido que isso seja plenamente da minha humanidade, pode ser algo que trago e que talvez não tenha lutado de verdade para combater, porque o orgulhoso nega tudo o que a humildade defende e tenho sentido que faz tempo que nego muito.
Na África a busca pela felicidade e vida em plenitude esta por todos os lado. Não há como caminhar pelas ruas sem deixar de sentir algo extremante forte que vem do coração do povo. É um misto de do dor e beleza. A pobreza me confundi. Não sei como explica – lá. Não sei se é meu desejo erradicá-la. A pobreza que vejo trás a toda essa gente uma alma simples e esperançosa, não sei se tenho o direito de tirar isso deles. A pobreza que vejo é simples, é humilde, o orgulhoso é soberbo, julga-se superior e esconde-se por trás da falsa humildade ou da tola vaidade.
As vezes caminho pelas ruas confusas dessa cidade que me fascina, sem razão, sem motivo, sem destino. Ruas cheia de gente, de carros, de cores, de animais e de dores. Cheias de esperança, de solidão e principalmente de corações em busca de amar e serem amados. Mas hoje entendi que preciso caminhar com propósito: O de ir à procura das pessoas, porque podem ter fome não só de pão mas também de amor é ou de amizade. A falta de amor é a maior de todas as pobrezas. Não existe pessoas mais infeliz no mundo do que aquela que vive sem amor. Por isso em meio a grande pobreza da África é preciso dar o amor. Um amor que constrói, que educa e que desenvolve cada pessoa, como seres humanos dignos e capazes de construir algo real para suas próprias vida.

Enfim, como se pode perceber, o orgulho é uma corrente que impede a evolução das criaturas, a humildade é chave que abre as portas da perfeição.
Simples alegria